EGN vs Panthers Esports

 

A 3ª jornada da Mercedes-Benz Master League Portugal by ASUS começou em grande, com um jogo emocionante onde os EGN defrontaram os Panthers Esports. A primeira batalha foi defrontada no mapa de_inferno, onde os Panthers Esports, considerados os favoritos, se depararam com uns EGN organizados e imparáveis quando a jogar em bloco. A agressividade dos EGN nas rondas iniciais apanhou desprevenida a equipa adversária, levando a um parcial de 6-1. Destaca-se SCRM (EGN) que devido à quantidade absurda de entry kills efectuadas facilitou a vantagem da sua equipa. Vendo as rondas a fugir, os Panthers(CT-side) aumentaram a sua agressividade no controlo da banana, acção crítica que os ajudaria a acabar a 1ª parte a perder por apenas uma ronda, 8-7 para os EGN.

A 2ª parte manteve o nível de qualidade elevadíssimo, num jogo onde qualquer aposta num vencedor seria arriscada, voavam rondas para ambos os lados no que parecia ser um jogo de Overtime(OT) até que os EGN, com o seu set up defensivo de double awp por parte de Buj e SCRM, deixaram a equipa dos Panthers à nora, sem qualquer tipo de resposta rápida o suficiente para alterar o rumo do jogo.

Os EGN, com este set up e uma agressividade controlada e apoiada, chegariam assim à vitória no de_inferno por 16-12, jogo onde se comprovou o quão importante é a tarefa de controlar as pontas do mapa, neste caso, a Banana e os Apps do bombsite A.

Mudou-se de mapa para de_train e o toma lá dá cá de duas equipas lutadoras continuou durante as primeiras 8 rondas. Os EGN(CT-side), novamente com o seu set up defensivo de double-awp, alcançaram um parcial de 6-1 a seu favor, acabando por vencer a 1ª parte por 10-5.
Na 2ª parte a equipa dos EGN mostrou-se confiante dentro do servidor, com avanços rápidos mas calculados ao longo de todo o mapa, a perfeita utilização do seu spam conseguiu contrariar com eficácia os set ups defensivos dos Panthers. Com o marcador em 15-6 seria expectável que o 2º mapa seria novamente uma vitória a favor dos EGN.

Sendo o Counter-Strike um jogo onde todas as rondas importam, os Panthers não desistiram e após a vitória numa ronda que normalmente se perde, apenas com uma AWP, duas UMP’s, Deagle e Cz, contra um full-buy dos EGN, a corrente do jogo mudou a seu favor e ronda após ronda de bom posicionamento, calma nos retakes e as tão importantes entries defensivas acabaram por empatar 15-15, levando o jogo a Overtime(OT), algo que mais facilmente poderia ter acontecido no de_inferno. Esta reviravolta por parte dos Panthers elevou claramente a moral da equipa, proporcionando a confiança necessária para que estes se mantivessem atentos durante as próximas rondas de OT. De destacar w0rms, psh e emp, tripla mortífera que não perdoou erros adversários, capitalizando-os e empurrando a sua equipa(Panthers) para perto da vitória. Quatro OT’s e 24 confusas rondas depois, talvez devido ao cansaço físico e psicológico dos jogadores, os Panthers alcançaram a vitória, por 28-26 num jogo nada recomendado a pessoas com problemas cardiovasculares.
Com este empate por 1-1, os Panthers Esports chegariam ao 1º lugar provisório da liga.

 

Offset Esports vs FTW Esports

 

O 2º jogo, onde a equipa dos Offset defrontou a FTW Esports acabou com a vitória,já esperada, por parte da equipa dos Offset por 2-0 em mapas.
O 1º mapa foi novamente de_inferno, a equipa dos Offset começou o jogo a ganhar por 5 rondas a 0, com presenças agressivas nas extremidades do mapa, obrigando a equipa da FTW a efectuar rotações que a acabariam por prejudicar. A equipa dos Offset levou a melhor na primeira parte ganhando o T-side por 10-5.
A segunda parte teve um início agridoce para a equipa da FTW, que ganhando a primeira ronda numa situação de 5vs5 com a bomba plantada acabariam por ser derrotados no force-buy seguinte dos Offset, solidificando assim a qualidade superior desta equipa mais experiente. O jogo acabaria por ficar 16-7 para o lado dos Offset. Sem surpresas para os espectadores visto que a equipa da FTW é recente e ainda considerada por alguns mais como uma mix do que como uma equipa consolidada.

O 2º mapa jogado foi de_cache, mapa aberto e versátil que poderia auxiliar a FTW na vitória mas que tal não se verificou. Sendo um mapa onde até mix’s costumam ter sucesso os Offset demonstraram o quão valioso é ter um set-up estudado e organizado. Rizz, pr e zlynx foram os carrascos da equipa FTW, múltiplas kills e perfeitas calls levaram à vitória da sua equipa(Offset) por 16-1, resultado raro mas esperado devido ao controlo absoluto de todos os aspectos do jogo por parte dos Offset.

Esta vitória empurraria a equipa dos Offset para o 1º lugar da tabela de classificações, sem qualquer perigo de perder essa posição nesta 3ª jornada da liga.

 

ASP vs Team HD

 

O dia prosseguiu com o confronto entre a equipa ASP e os Team HD, jogo onde não se previa que uma das equipas fugi-se com o resultado.
O primeiro mapa a ser jogado foi, novamente, de_inferno, e mais uma vez a equipa ASP(T-side) demonstrou a importância de se “mandar no mapa”, ganhando a primeira ronda de uma maneira notável ao puxar banana acima com uma pop flash bem executada que permitiu a vts duas belas entry kills e a consequente ronda. A equipa dos ASP continuou a afirmar-se dentro do servidor ganhando o primeiro buy-round, alcançando um parcial inicial de 6-0 a seu favor.
Apesar dos esforços por parte dos Team HD em se adaptarem ao estilo da equipa ASP, as rotações do lado terrorista preveniram que os adversários conseguissem encaixar uma estratégia defensiva sólida perdendo o CT-side por 10-5. De destacar Nopeej(Team HD) na conquista de uma ronda force-buy com três kills de C-zed.
Mudavam-se os lados e ao que parecia, também o rumo do jogo, a equipa dos Team HD entrou na primeira ronda a acelerar, e sem medo de avançar no mapa conquistando assim a tão importante “ronda da pistola”. Com a vantagem económica os Team HD venceram as duas seguintes rondas sem grandes problemas reduzindo assim a vantagem dos ASP para apenas duas rondas(Team HD 8 – 10 ASP).
A mentalidade da equipa ASP não se alterou com o facto de ver a sua vantagem a ser reduzida durante três rondas seguidas, ganhando o tão importante buy-round(4ª ronda), que se seguiu de rondas onde voavam kills para ambos os lados mas com a equipa dos ASP a sair por cima com maior frequência.
Ganhar force-buys era o prato-do-dia e portanto a equipa ASP lembrou-se de colocar a 15ª ronda exactamente nessa situação, seguindo-a de um push mid e banana que acabou por surpreender os Team HD. O marcador acabaria por ficar em 16-11 a favor dos ASP.


O segundo mapa foi de_cache, onde inicialmente, os Team HD se mostraram pouco afetados pelo resultado do mapa anterior, encaixando a primeira ronda com uma triple kill de jay.
Os Team HD alcançaram seis rondas contra zero dos seus adversários através de uma ronda peculiar onde num full buy de ambos os lados, a equipa terrorista(Team HD) fez rush pela Main do Bombsite A, manobra arriscada que os colocou numa situação de inferioridade numérica que million(Team HD), com uma quad kill acabaria por roubar a ronda aos ASP e colocar os Team HD a vencer por 7-0.
Os ASP acabariam por apostar a defender com duas awp’s tendo os Team HD não lidado bem com esta situação contudo acabariam por vencer a primeira parte por 9-6, estando inicialmente a vencer por 7 rondas.
A segunda parte revelou ser one-sided, com a equipa dos ASP a vencerem a primeira ronda do lado terrorista, empatando o jogo nas seguintes rondas, fugindo, de seguida, com a vitória por 16-12.
De salientar o “à vontade” que a equipa dos ASP demonstrou em de_cache, onde se notou o desconforto causado à equipa contra-terrorista(Team HD) devido às rotações e presenças chave dos ASP ao longo de todo o mapa.

 

Vodafone Giants vs Defs.4Gaming

 

Por último mas não menos importante e a fechar esta 3ª jornada, teríamos os Vodafone Giants contra os Defs.4Gaming.
O primeiro mapa foi de_nuke, ainda não jogado esta terça-feira, escolhido pelos Giants que apesar de começarem no side mais desfavorecido(T-side) acabariam por levar a melhor dos Defs, vencendo o seu mapa por 16-12.
Os Giants focaram-se em controlar o fora do mapa, abusando de qualquer má rotação que a equipa dos Defs executasse mas, e apesar dos Giants estarem claramente melhor preparados para este mapa, o jogo foi muito partido com rondas perdidas para force-buys de um lado e do outro.
No final da primeira parte os Defs colocaram gax e a sua AWP a controlar o fora e com a ajuda de vastik, que fragou de maneira monstruosa neste mapa, conseguindo diminuir a desvantagem e fechar a primeira parte por 8-7 para os Giants.
A equipa dos Defs ganhou a primeira ronda do seu T-side, mas acabaria por perder contra o force-buy dos Giants(CT-side) que fechariam este 1º mapa por 16-9 num de_nuke claramente virado a seu favor Giants.

De_overpass foi a escolha dos Defs.4Gaming para o 2º mapa, onde estes começaram por ganhar a ronda inicial mas, tal como no 1º mapa, acabaram por perder para um force-buy dos Giants.
Este início de jogo poderia ser considerado uma imagem do que foi o jogo na totalidade, com a equipa dos Giants a dominar o seu CT-side ganhando por 12-3.
Na segunda parte o jogo continuou a tender para o lado dos Giants, agora do lado terrorista, que ao ganhar a primeira ronda davam quase como selada a vitória que viria a acontecer poucas rondas depois.
Os Giants saem deste confronto a vencer por 2-0 em mapas.

Assim termina a 3ª jornada da Mercedes-Benz Master League Portugal By ASUS, com muitas surpresas mas também muitas confirmações acerca de quem está em melhor forma.
A equipa dos Offset ficou com a 1ª posição da tabela classificativa, com seis pontos, com um ponto de vantagem relativamente aos 2º’s classificados, os ASP e os Panthers, ambos com 5 pontos.

 

Diogo “hippo” Cruz

Comments (2)

  1. Jude Quinn

    Indubitavelmente uma escrita inebriante.

  2. FAZ ME UM FILHO!!!

Leave a Reply

%d bloggers like this: