banner_header

Esta semana realizou-se a quinta jornada da Worten Game Ring Master League Portugal by ASUS. Depois de quatro semanas de grandes jogos do melhor CSGO nacional. Surpresas, desilusões e reinvenções foi um pouco do que vimos de todas as oito equipas na liga. O que está a fazer desta quarta edição da liga a que provavelmente seja considerada a mais competitiva de sempre.

O primeiro dia da quinta jornada arrancou com aquele que era muito provavelmente um dos jogos mais antecipados da liga, a equipa dos OFFSET tinha esta semana a complicada tarefa de enfrentar a até agora invicta equipa dos Giants. Na luta por aqueles que são objectivos ligeiramente diferentes entre das duas equipas para a fase regular da liga. Enquanto que a equipa dos Giants procurava manter-se invicta na fase regular enquanto que os OFFSET procuravam cimentar o segundo lugar na tabela classificativa onde eram perseguidos pela equipa dos Galatics. Os mapas escolhidos para a partida foram Inferno e Vertigo, e se o primeiro mapa já tem vindo a ser um palco habitual para vermos estas equipas a actuar, o aparecimento de Vertigo acaba por surpreender um pouco tendo em conta as poucas vezes que a equipa actua neste mapa. E foi nesta quinta jornada que mais uma vez a equipa dos Giants foi surpreendida num dos mapas em que defrontou os OFFSET, depois da vitória da terceira temporada em Dust2, agora foi mesmo em Inferno que a equipa de Renato “stadodo” Gonçalves levou a melhor ao vencer por 16-8. Já em Vertigo foi a vez da equipa dos Giants dominar sem qualquer tipo de contestação para vencer por 16-2. Um empate naquele que começa cada vez mais a assumir o papel de dérbi da liga e que mais uma vez voltou a não desiludir.

Logo de seguida foi a vez dos GTZ Bulls continuar a correr contra o prejuízo desta vez ao enfrentar a equipa dos EGN que se mantém também na luta para conseguir fugir do fundo da tabela. Os mapas escolhidos para esta partida foram Dust2 e Inferno, Surpresa na escolha dos EGN para o primeiro mapa tendo em contas as ótimas performances já demonstradas pelos touros em Dust2, já a escolha de Inferno por parte da equipa de Francisco “emp” Vaz acaba por ser uma escolha natural tendo em conta os mapas escolhidos nas últimas jornadas. No primeiro mapa, tal como já seria expectável os GTZ Bulls não demonstraram qualquer tipo de dificuldade em lidar com as iniciativas dos EGN ao vencer o primeiro mapa por uns esclarecedores 16-4. Já em Inferno, foi mesmo a equipa dos EGN que surpreendeu ao conseguir causar bastantes dificuldades à equipa dos GTZ, o jogo fixou-se em 16-14 a favor dos touros. A equipa de Francisco “kst” Fragoso mantém-se assim na luta em perseguição da eventual vaga na fase final da liga. Já os EGN vão encontrando cada vez mais dificuldades com um dos últimos dois lugares da tabela a parecer cada vez mais certo.

O segundo dia da quinta jornada da Worten Game Ring Master League Portugal arrancou com uma partida de grande importância para as contas para a qualificação para a fase final da liga. For the Win contra Galatics, apesar da equipa de Miguel “rlz” Martins se encontrar no terceiro lugar da competição ainda terá de enfrentar as equipas dos Giants e eXploit nas duas últimas jornadas da liga podendo ainda ficar de fora da fase final. Já a equipa da FTW, depois da fase conturbada que atravessou antes do arranque da liga com alterações no seu quinteto e depois de mesmo perdido pontos que os seus concorrentes diretos não perderam, falo da derrota em Overpass frente aos EGN na jornada inaugural. No entanto, a equipa da fénix tem vindo a melhorar de semana para semana o que lhes tem vindo a permitir aproximar-se do quarteto da frente de semana para semana. Os mapas escolhidos foram Train e Dust2, o primeiro mapa acaba por não surpreender tendo em conta de que se trata um dos mapas onde as map pools de ambas as equipas se encontram. Já Dust2 acaba por ser uma surpresa, se por um lado foi o mapa onde os Galatics conseguiram derrotar a equipa dos OFFSET na primeira jornada, já a FTW não há sinal nem registo da equipa ter pisado este palco recentemente. A partida foi muito bem disputada com a equipa da FTW a entrar bem desde cedo e acabou mesmo por vencer em Train por 16-12. Já em Dust2 foi mesmo a equipa da FTW que surpreendeu, apesar de não existir registo deste quinteto neste mapa, a equipa capitaneada por Daniel “NABOWOW” Brito surgiu com um plano de jogo bastante polido o que permitiu à equipa vencer o segundo mapa por 16-8. A FTW continua assim em perseguição da qualificação para a fase final da liga, depois de tantos problemas e dificuldades, parece que a fénix poderá mesmo vir a renascer.

Para encerrar a quinta jornada da liga, foi a vez das equipas dos Grow uP e eXploit medirem forças, mais uma vez e numa circunstância similar ao que se passou segundo jogo da jornada entre os GTZ Bulls e EGN, estas duas estão a atravessar momentos completamente diferentes das suas carreiras, se por um lado a equipa dos eXploit vai-se colocando no limiar dos quatro primeiros lugares da tabela classificativa e tem vindo a atravessar uma fase um pouco mais complicada no que toca à sua forma, porém não deixaram de apresentar bons resultados. Do outro lado, a equipa dos uP tem vindo a atravessar uma fase difícil, mudanças no quinteto aliadas a maus resultados na liga fazem com que a equipa de Joel “gax” Meira tenha de correr desesperadamente atrás do prejuízo. Os mapas escolhidos para a partida foram Inferno e Nuke, curiosamente dois mapas onde a equipa dos eXploit se tem vindo a mostrar extremamente confortável. O primeiro mapa começou de forma dominante para a equipa de Fábio “BuJ” Ferreira que acabou mesmo por vencer em Inferno de forma incontestada por 16-5. Mas, a surpresa estava mesmo reservada para o segundo mapa, triplo overtime! O primeiro da fase regular da liga. É impossível não mencionar o facto que a equipa dos Grow uP teve o jogo na mão já no tempo regulamentar da partida no entanto ficou a sensação que faltou um pouco de calma à equipa de Fábio “incore” Rolo para conseguir encerrar o mapa com uma vitória. Apesar de sair da partida com um ponto não é de todo o suficiente para dar margem de manobra à equipa dos uP.

E ficou assim encerrada a quinta jornada da Worten Game Ring Master League Portugal by ASUS, numa fase em que começamos a entrar na reta final da fase regular da liga e com a luta pelos quatro primeiros lugares que darão acesso à fase final disputada na Moche XL Games World. Por isso mais que nunca não percas a próxima jornada nas próximas segunda e quarta-feira a partir das 20 horas!

João “Coontag” Braga

Leave a Reply

%d bloggers like this: